Pé diabético

Autor: Salete Gomez, Pedro Namora

Última atualização: 2017/03/06

Palavras-chave: Diabetes Mellitus; Pé diabético; Amputação; Calçado; Estilo de vida



Resumo


O “Pé Diabético” é uma das complicações mais graves da Diabetes, que afeta os nervos ou os vasos sanguíneos dos membros inferiores, predispondo a feridas de difícil cicatrização ou mesmo amputações.
Todas as pessoas com Diabetes devem examinar os pés diariamente, de forma a prevenir complicações!




O que é o “Pé Diabético”?


A Diabetes Mellitus é uma doença sistémica causada por elevação dos níveis de glicose (açúcar) no sangue. Com o decorrer do tempo pode provocar alterações em diversos órgãos, nomeadamente ao nível dos pés, designando-se esta complicação da doença por “Pé Diabético”. É responsável por 70% de todas as amputações não traumáticas, constituindo o principal motivo de internamento prolongado nas pessoas com Diabetes.

Quais as causas?


A Diabetes mal controlada tem maior tendência para causar:

  • Má circulação sanguínea, que aumenta o risco de infeções e dificulta a cicatrização das feridas;
  • Lesão dos nervos periféricos, que causa perda de sensibilidade nos pés à dor, ao calor e ao frio, aumentando o risco de lesões.

Quais os fatores de risco?


Sand foot.jpg
  • Mau controlo glicémico (por não cumprir a medicação, não aderir às mudanças de estilos de vida);
  • Tabagismo;
  • Pouco exercício físico;
  • Alimentação pouco variada e equilibrada;
  • Deformidades nos pés (como “joanetes”);
  • Uso de calçado desadequado (muito apertado, salto muito alto ou baixo);
  • História de amputação anterior.



Que cuidados devo ter com os pés?


As pessoas com Diabetes devem ter cuidados diários com os pés, de forma a prevenir sequelas graves como infeções e amputações:

Cuide da sua Diabetes:
  • Tome os medicamentos de forma correta e seja vigiado regularmente pelo seu Médico;
  • Seja mais ativo! Pratique atividade física todos os dias (caminhar, dançar, nadar, etc);
  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Não fume.


Inspecione diariamente os seus pés:
  • Observe o dorso, planta, calcanhar e espaços entre os dedos. Se verificar alterações consulte o seu Médico!
  • Se não conseguir observar toda a área dos seus pés, utilize um espelho ou peça ajuda a alguém.


Lave os pés todos os dias:
Foot massage.jpg
  • Utilize água morna (e não quente) - antes de lavar os pés verifique a temperatura com a mão - e no final seque-os bem, particularmente na região entre os dedos;
  • Corte as unhas após a lavagem dos pés. O corte deve ser feito a direito, poupando os cantos, de forma a prevenir o encravamento e outras lesões;
  • Aplique creme hidratante diariamente.


Use sempre sapatos e meias:
  • Use sapatos confortáveis e nunca ande descalço;
  • Prefira as meias de fibras naturais (como a lã ou o algodão), sem costuras e sem apertar o pé;
  • Antes de calçar os sapatos verifique, com a mão, se não há nada que o possa ferir (pedras, deformidade das palmilhas, etc).


Peça ajuda a um profissional
  • Se tiver calosidades consulte um profissional de saúde, como o seu Médico ou Podologista:
  • Não corte as calosidades nem utilize pensos para calos – podem causar feridas na sua pele.


Evite situações de risco
Sole-of-the-foot-609676 1920.jpg
  • Não utilize botijas de água quente para aquecer os pés, nem os aproxime de outras fontes de calor como lareiras ou aquecedores
  • As pessoas com Diabetes podem ter diminuição da sensibilidade, nomeadamente ao calor, pelo que podem ficar com queimaduras.


Estimule a circulação sanguínea dos seus pés:
  • Eleve os pés quando estiver sentado ou deitado;
  • Massaje os pés e pernas;
  • Evite cruzar as pernas durante longos períodos.



Que sinais de alerta devo procurar nos pés?


Consulte um profissional de saúde se apresentar algum destes sinais de alerta:

  • Manchas vermelhas ou outras alterações da cor da pele;
  • Inchaço numa parte do pé ou ter um pé mais inchado que o outro;
  • Dormência ou perda de sensibilidade;
  • Infeção fúngica das unhas;
  • Calosidades;
  • Pele seca e gretada;
  • Feridas ou bolhas;
  • Dor.



Conclusão


Não se esqueça que um estilo de vida saudável e cuidados diários com os pés são a melhor forma de prevenir o Pé Diabético!


Referências recomendadas



Alt text



Banner.jpg